Distribuição de lucros com prejuízo acumulado

24/11/2021
distribuicao-de-lucros-com-prejuizo-acumulado

O que é a distribuição de lucros?

A distribuição de lucros é a partilha de lucros com acionistas, proprietários, parceiros ou outras partes interessadas. Pode se referir a uma divisão de lucratividade corporativa total entre todos os acionistas da empresa, seja em dinheiro ou em porcentagem de propriedade em ações ordinárias.

Para evitar dupla tributação, muitos países permitem que as empresas paguem uma parte de seus lucros como dividendos aos acionistas livres do imposto de renda.

Isso também pode significar uma alocação entre os coproprietários separadamente das contas de capital, por exemplo, quando duas partes estão vendendo propriedade juntas, mas uma parte contribuiu mais dinheiro do que a outra.

Os acionistas podem ser recompensados proporcionalmente de acordo com o salário ou simplesmente receber lucro de acordo com os salários recebidos por eles durante certo período.

Como é feita a distribuição de lucros com prejuízo acumulado?

Quando o negócio está sujeito a perdas ou tem baixa margem de lucro, ele pode ser emitido com um lucro líquido alvo. Por exemplo, se a empresa registrar perdas por dois anos, ela pode solicitar aos acionistas pagamentos em dinheiro iguais a suas perdas por esses dois anos.

Desta forma, a empresa recebe permissão de todos os acionistas (ou somente da maioria deles) para distribuir lucros antes de serem declarados com base em sua situação financeira e não terá nenhuma obrigação de imposto de renda relacionada a isso. O limite de tais transações pode variar de acordo com a jurisdição.

Quais são as principais vantagens da distribuição de lucros?

Algumas jurisdições permitem às empresas que pagam a maior parte ou a totalidade de seus lucros acumulados como dividendos, a fim de reduzir seus rendimentos tributáveis futuros. Isto é chamado de "distribuição de lucros com perda acumulada" e está sujeito tanto ao imposto de renda quanto ao imposto sobre dividendos.

Este tipo de distribuição pode tornar as empresas com prejuízos acumulados alvos muito atraentes para aquisição de empresas.

Tributação da distribuição de lucros com prejuízos acumulados

Não existem leis fiscais nos Estados Unidos que abordem especificamente este tipo de distribuições, mas muitas jurisdições impõem-lhes exigências a fim de compensar a dupla tributação.

Por exemplo, no Reino Unido foi declarado que ao distribuir prejuízos utilizando prejuízos acumulados, deveria haver um acordo "arm's length" (ou seja, entre as partes que agem independentemente) ou de acordo com a política da empresa (caso exista), o que garante que todos os acionistas recebam tratamento igual, independentemente de terem contribuído com fundos ou passivos para a sociedade.

A posição geral de uma autoridade fiscal é que estas distribuições devem ser tributadas como dividendos, para que você possa ocasionalmente encontrar uma empresa distribuindo seus lucros acumulados com impostos e pagando a perda correspondente de outra pessoa.

Desta forma, evita-se a dupla tributação dos lucros acumulados.

Quais são as principais desvantagens das distribuições de lucros?

Em algumas jurisdições, muitos desses tipos de distribuições não podem ser feitos sem receber autorização prévia das autoridades fiscais locais. As organizações que distribuem seu capital também podem ter dificuldade em obter a aprovação dos acionistas para futuros gastos de capital se sua estabilidade econômica for questionável.

Também pode haver um atraso entre um pedido de distribuição de prejuízos líquidos acumulados e o recebimento de fundos devido à retenção de impostos ou outros requisitos processuais. Finalmente, as empresas precisam considerar se uma distribuição de prejuízos acumulados as tornaria menos atraentes como um alvo para as aquisições corporativas.

Quando é recomendado fazer a distribuição de lucros com prejuízos acumulados?

Se uma empresa que recebe tais distribuições está sujeita à lei estrangeira ou se seus dividendos não são recorrentes, pode ser difícil encontrar um mecanismo para distribuição de dinheiro.

Por exemplo, em algumas jurisdições, as empresas que distribuem perdas acumuladas devem primeiro pagar o imposto retido na fonte e atrasar o pagamento do valor restante até receberem a liquidação das contrapartes relevantes.

Estas distribuições aumentam os custos de empréstimo e podem reduzir significativamente a liquidez da empresa.

Quer receber conteúdos específicos de contabilidade?
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
Site produzido por Digitalize Now.