Contabilidade de custos: como ela pode economizar no seu processo?

17/5/2021
contabilidade-de-custos

O objetivo da contabilidade de custos é fazer com que os gestores conheçam os valores envolvidos na produção e oferta de um serviço ou produto, informação que é fundamental para uma gestão eficiente. É uma forma eficaz de analisar todos os gastos de uma empresa, permitindo a identificação de melhorias e a tomada de decisões com base em evidências.

Gastos: Investimentos, custos, despesas e perdas.

Gasto é um sacrifício financeiro arcado por uma organização para a obtenção de um produto ou serviço. Representado pela entrega ou pela processa de entrega de dinheiro ou outro ativo qualquer. Esse conceito de gasto se aplica para todos os serviços e bens recebidos por uma organização, como: matérias primas, mão de obra, telefone, energia elétrica, gás, compra de imobilizado.

No conceito de gastos estão incluídos:

  • O custo;
  • A despesa;
  • O investimento;
  • A perda

CUSTO é o gasto relativo ao bem ou serviço utilizado na produção de bens e prestação de um serviço. Como:

  • Matéria-prima;
  • Mão de Obra;
  • Energia elétrica consumida na produção

DESPESA é o gasto da empresa não relacionado com a produção de bens e serviços, desembolsados em outras áreas da organização, como comercial e administrativa. A DESPESA é o sacrifício na obtenção de receitas e não na produção de bens e serviços.

INVESTIMENTO é o gasto em virtude de benefícios atribuíveis a períodos futuros ou que têm vida útil superior a um ano. São posteriormente baixados pela, venda, consumo, depreciação ou amortização.

A PERDA, é involuntária, é anormal. Não é um sacrifício feito com a intenção de obtenção de receita com a despesa, nem tão pouco para a produção de bens ou serviços como o custo.

O DESEMBOLSO Nada mais é do que o pagamento do bem ou serviço, independente de quando o produto ou serviço será utilizado. O Desembolso não deve ser confundido com custo, despesa ou investimento. O DESEMBOLSO trata-se da entrega do dinheiro ou outro ativo, independente da data de entrada do gasto.

É muito importante entender a diferença entre custos e despesas para classificar de forma correta.

Despesas estão associadas às operações normais da organização, são diretamente utilizadas na elaboração dos produtos e serviços.

Quanto aos custos, pode-se dizer que os custos vão a prateleira, são agregados ao estoque da organização, e são utilizados na produção.

Qual a função da contabilidade de custo?

Fazendo uma breve análise, as principais funções da contabilidade de custos são:

  • Estabelecer os custos para um determinado período;
  • Ter maior controle sobre as quantidades físicas produzidas, por meio do custo médio;
  • Estabelecer sistemas de controle de custo que permitam análises, comparações, redução ou melhoria do custo;
  • Fornecer dados de custo com relação a determinadas alternativas, a fim de que a administração possa tomar decisões quanto à escolha.

Com as informações fornecidas pela contabilidade de custo, é possível controlar melhor as despesas de produção e ajudar nas tomadas de decisões. O mais importante é que esses custos de todos os produtos estejam sempre sob controle e sejam monitorados para que sua gestão jamais saia dos eixos.

Custos fixos x custos variáveis

A classificação dos custos quanto ao Nível de Operação e Vendas se dá em:

  1. Custo Variável;
  2. Custo Fixo.

O custo variável é constante por unidade, mas flutua no seu total na proporção direta ao volume de produção ou vendas.

Já o custo fixo é aquele que no seu total permanece constante e independe, no curto prazo, do volume de atividades; Em termos unitários ele diminui à medida que o volume de produção aumenta.

Em alguns métodos de custeio, são considerados apenas os custos variáveis como sendo o custo da mercadoria vendida (CMV), deixando os custos fixos para serem deduzidos a partir do lucro bruto.

Custos Diretos e Indiretos

A classificação dos custos quanto a Identificação com o Produto ou Serviço se dá em:

  • Custo Direto;
  • Custo Indireto.
  • Custo Direto: É o custo facilmente atribuível a um determinado produto ou serviço.
  • Custo Indireto: São custos indiretos de fabricação que apresentam algum grau de dificuldade de identificar com os produtos ou serviços, mas que possui vinculação com a Empresa.
  • Cada empresa pode utilizar sistemas diferentes para apurar o custo dos produtos, podendo ele ser:
  • Custo real: é o custo apurado após o fim de um período de produção. Também pode ser chamado como histórico, já que faz referência a custos que já aconteceram.
  • Custo estimado: é o custo baseado em uma previsão, que poderá ser feito com base em períodos anteriores.
  • Custo padrão: o custo padrão é o custo estimado melhorado. Enquanto que o anterior se base no histórico, este se baseia em padrões, como a quantidade de material a ser utilizada, o tempo de trabalho que será despendido, etc. O custo padrão deve ser sempre confrontado com o custo real, de forma a ou identificar problemas na estimativa, ou identificar possíveis excessos no custo real.
  • Custo orçamentário: também conhecido como custo esperado, é usado para prever necessidades financeiras. A diferença entre o custo orçamentário e o custo padrão é que o padrão considera apenas a previsão dos custos de produção, enquanto o orçamentário visa a previsão das despesas, mas também das receitas, permitindo estabelecer a margem de lucro.

Os custos como instrumento de decisões procuram conhecer o volume de vendas, a fim de compará-lo a cada etapa da produção, entendendo o custo de produção para, assim, estimar seu lucro e preço de venda.

Com o entendimento do custo relacionado à venda, a empresa pode tomar decisões em relação à sua política de vendas.

Em relação à esta classificação, os custos podem ser separados em:

  1. Custo por processo de fabricação: a contabilização dos custos é feita de forma contínua, quando não é possível elencar os custos específicos por etapa ou parte do produto. O custo individual do produto se dá pelo custo total dividido pelo volume de produtos fabricados.
  2. Custo por ordem específica de produção: é o custo calculado por produto, de forma individual. Permite estabelecer com exatidão todos os custos envolvidos para aquele produto, como unidade. É utilizado, principalmente, quando a empresa não tem um processo de produção contínuo ou padronizado.

Principais Métodos de Custeio

Os métodos de custeio vão orientar de que forma você irá dividir e atribuir os custos para cada produto. É importante conhecer as metodologias existentes e escolher a que fizer mais sentido para sua empresa.

É possível, também, utilizar mais de um método de custeio, já que somente o custeio por absorção é aceito pela legislação para apresentação dos resultados do exercício (DRE).

Custeio por Absorção

O custeio por absorção é o único método aceito legalmente para apresentação das informações. Por isso, é importante que sua empresa entenda o sistema e saiba como aplicá-lo.

Como o nome sugere, esse método de custeio absorve todos os custos relacionados à produção (diretos ou indiretos).

Para atribuir os custos aos produtos, é feito uma espécie de rateio dos custos indiretos, que poderá ser ponderado, a partir de algum critério, para uma análise mais confiável.

Custeio Direto ou Variável

Neste modelo de custeio, apenas os custos variáveis são considerados como custo do produto. Os custos fixos são lançados posteriormente, a partir da receita deduzida do custo da mercadoria.

Este modelo de custeio é interessante para fins de gestão financeira, pois permite o cálculo da margem de contribuição de cada produto, podendo embasar decisões estratégicas.

Custeio baseado em Atividades (ABC – ActivityBasedCost)

Esse método considera as atividades que foram realizadas para algum fim (produto ou serviço), de forma individual, listando os custos gerados por ela, alocando esses custos por atividade, e não por produto ou serviço.

Quer receber conteúdos específicos de contabilidade?
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
Site produzido por Digitalize Now.